As Principais Causas da Hepatite B

1
1023

As Principais Causas da Hepatite B devem ser de conhecimento de todos, logo porque a Hepatite B é uma doença que afeta muitas pessoas em todo o mundo. Sendo assim, o correto diagnostico Hepatite B pode ser vital para manter a saúde em dia.

As Hepatites são qualquer degeneração do fígado, e as causas podem ser várias, mas as mais frequentes são as infecções pelos vírus tipo A, B e C e o consumo exagerado de álcool ou outras substâncias tóxicas, e pode ser aguda ou crônica. A cirrose, que grande parte dos alcoólatras enfrentam, é a causada pelo grande consumo de bebidas alcoólicas, sendo que o álcool se transforma em ácidos nocivos ao nosso organismo levando à Hepatite. Já os vírus possuem a capacidade de parasitar as células do fígado, para se reproduzirem.

Os sintomas da Hepatite podem ser parecidos com os de outras doenças. O indivíduo pode se sentir cansado, apresentar febre, tonturas, enjoos, vômitos e dores abdominais, além de pele e olhos amarelados (icterícia). Os sintomas costumam aparecer depois do período de incubação, que varia de acordo com o tipo do vírus.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 2 bilhões de pessoas no mundo já tiveram contato com o vírus da Hepatite B, dos quais mais de 300 milhões tornaram-se pacientes crônicos, enquanto a Hepatite C atinge 170 milhões. No Brasil, cerca de 2 milhões são portadores crônicos do tipo B e mais 3 milhões do C.

O que é a Hepatite B

Patrocinado

A Hepatite B é uma doença transmitida pelo vírus VHB (ou HBV), da família Hepadnaviridae, o qual tem preferência por hepatócitos, as células do fígado, caracterizando uma inflamação do fígado. Este vírus pode sobreviver ativo no ambiente externo por vários dias. Seu período de incubação dura, em média, de 1 a 4 meses.

O vírus pode agredir as células do fígado diretamente ou então pelas células do sistema de defesa. Quando ao combaterem a infecção acabam causando um processo inflamatório crônico. Em locais de maior incidência da Hepatite B, estima-se que 8% a 25% das pessoas têm o vírus e 60% a 85% já foram expostas a ele. No Brasil, 15% da população já foi contaminada e 1% é portadora crônica.

Segundo a Organização Mundial da saúde (OMS), aproximadamente 350 milhões de pessoas estão infectados de forma crônica pela Hepatite B; número duas vezes maior que os infectados pela Hepatite C. Também 10 vezes superior aos infectados pelo HIV/AIDS.

Causa da Hepatite B

As Causas da Hepatite B, são variadas, e ela já é considerado um problema de saúde global grave. Estima-se que há 2 bilhões de pessoas infectadas pela doença, sendo que cerca de 90% destas apresentam a forma aguda da Hepatite B e podem se recuperar totalmente. Por ano, morrem mais de 1 milhão de pessoas no mundo em consequência da Hepatite B.

Veja Também:  Abiú - Benefícios, Receitas e Muito Mais

O maior número de casos de Hepatite B acomete pessoas entre 25 a 44 anos de idade e dos 15 aos 24 anos de idade, sendo que os homens são mais propensos do que as mulheres para contrair o vírus da doença eles têm 3 vezes mais chances.

Na África, Ásia e certas regiões do Sul e do Leste da Europa, cerca de 10% da população pode estar cronicamente infectada pela Hepatite B. Já em outro locais, como na América do Norte e Norte da Europa, a quantidade de pessoas infectadas é bem menor, pois os habitantes destas regiões são vacinados quando crianças ou ao nascerem, enquanto os outros são mais carentes na área de saúde. Cerca de 350 milhões estão em fase crônica da Hepatite B, ou seja, serão portadoras do vírus durante o resto das suas vidas.

Transmissão da Hepatite B

As formas de transmissão do vírus da Hepatite B são: sexual, sanguínea e vertical.

A Hepatite B é considerada uma doença sexualmente transmissível (DST), pois pode ser transmitida de pessoa a pessoa por meio do contato com sêmen, saliva e secreções vaginais durante relação sexual desprotegida. Isso acontece porque o vírus atinge concentrações muito altas em secreções sexuais.

A transmissão sanguínea ocorre por meio do compartilhamento de seringas com sangue contaminado. Que é uma prática comum entre usuários de drogas injetáveis, em acidentes com material perfurante contaminado. Entre trabalhadores da área da saúde, por meio de pequenos ferimentos presentes na pele e nas mucosas, hemodiálise, por transfusão de sangue. Principalmente quando a contaminação acontece do doador de sangue para o receptor.

Felizmente, desde que a avaliação de sangue doado tornou-se uma prática obrigatória nos bancos de sangue, a contaminação de Hepatite B por meio de transfusão é cada vez mais rara. A transmissão vertical é quando a contaminação acontece de mãe portadora da Hepatite B para a criança, que se dá durante o parto.

Sintomas da Hepatite B

Os sintomas da Hepatite B podem ser parecidos com os de outras doenças. O indivíduo pode se sentir cansado, apresentar febre, tonturas, enjoos, vômitos e dores abdominais, além de pele e olhos amarelados (icterícia). Os sintomas costumam aparecer depois do período de incubação, que varia de acordo com o tipo do vírus.

Diagnostico da Hepatite B

O diagnóstico da Hepatite B deve não só identificar as pessoas com anticorpos contra a doença, mas também diferenciar aqueles que já tiveram a doença aguda, mas estão nessa altura curados, dos com Hepatite B crônica que necessitam de vigilância e tratamento. São usadas técnicas elaboradas de detecção de antigênios e anticorpos diferentes que surgem em diferentes estágios da doença.

O episódio agudo é diagnosticado pela detecção no sangue de antigênios HBs e HBe, e anticorpos anti-HBc além de transaminases (enzimas que existem no interior dos hepatócitos e só saem para o sangue com destruição destes: indicadores de Hepatite B) simultaneamente. A infecção passada resolvida caracteriza-se por anticorpos anti-HBs e anti-HBc do tipo IgG.

Veja Também:  Vitamina E – O que é, Fontes, Benefícios e Deficiência

A imunidade efetiva da vacina é determinada pela detecção de anticorpos anti-HBs do tipo IgG, mas não anti-HBc. O doente crónico apresenta no sangue antigénios HBe e HBs altos e anticorpos anti-HBc do tipo IgG mas não anti-HBs. Além disso, a Hepatite B pode ter transaminases elevadas (Hepatite activa) e testes para a presença de vírus no sangue (PCR) positivos.

Prevenção da Hepatite B

A prevenção da Hepatite B pode ser feita através das 3 doses da vacina e do uso da camisinha em todas as relações. O uso da camisinha é muito importante porque existem vários vírus da Hepatite diferentes e o paciente que tenha tomado a vacina da Hepatite B pode vir a pegar a Hepatite C, por exemplo.

Além disso, é importante não compartilhar objetos pessoais, como escova de dentes, lâminas de barbear ou depilar. E instrumentos de manicure ou pedicure, assim como seringas ou outros instrumentos cortantes. Se o indivíduo quiser fazer uma tatuagem, piercing ou acupuntura, deve-se certificar que todos os materiais estão corretamente esterilizados.

Tratamentos Para a Hepatite B

A Hepatite B aguda é tratada com repouso e aconselha-se o doente a não consumir bebidas alcoólicas e alimentos ou medicamentos que possam ser tóxicos para o fígado.

Se a Hepatite B evolui para uma doença crônica pode fazer-se o tratamento com interferão ou com medicamentos designados por análogos dos nucleósidos, que têm como objectivo interromper a multiplicação do vírus e estimular a destruição das células infectadas. O interferão peguilado, ou peginterferão, veio substituir o interferão clássico. O tratamento com peguinterferão dura, em geral, 12 meses e tem uma eficácia de 36 a 42 por cento. Sendo mais alta nos doentes com transminases mais elevadas e com carga vírica mais baixa.

Em alternativa, o tratamento da Hepatite B pode ser feito com os análogos dos nucleósidos, como a lamivudina e o adefovir, que têm um efeito antivírico potente mas que necessitam duma administração mais prolongada do que o peginterferão para se obterem taxas de resposta semelhantes. Como com todos os medicamentos, os tratamentos para a Hepatite B têm efeitos secundários, pelo que os doentes devem aconselhar-se com o seu médico.

Recomendados Para Você:

1 Opinião

Deixe uma resposta