Os Benefícios da Centaurea Para a Saúde

0
412

Centaurea é uma planta rica em vários nutrientes que podem ser muito úteis para a saúde, e os Benefícios da Centaurea são muito importantes. Além do que, a centáurea-menor (Centaurium erythraea) é uma planta medicinal também conhecida como centáurea, erva-da-febre, fel-da-terra, planta-da-febre common centaury (inglês), dentre outros nomes populares. Inclui o sinônimo botânico Centaurium minus. Pertence à família Gentianaceae.

A centáurea é conhecida como flor de tipo herbácea que se apresenta uma vez a cada ano. Devido à grande altura que estas alcançam, as centáureas contam com caules muito fortes nos quais se podem encontrar boas ramificações, sobretudo na região superior da planta.

Benefício da Centaurea

As flores da centáurea contam geralmente com uma boa coberta algodoada. No caso dos floretes, estes são de um tom azul forte e são de bom tamanho, uns 25mm. Quanto ao fruto desta planta, pode dizer-se que também é azul e que apresenta uma leve vilosidade. O florescimento da centáurea dá-se desde o mês de Maio até ao de Setembro. Isto é, na transição entre a primavera e o verão.

Patrocinado

O habitat desta flor pode encontrar-se em vários solos, mas o que realmente procura é uma boa fonte de luz. Dentro dos seus usos podem encontrar-se sobretudo os ornamentais, podendo encontrar-se grandes cultivos desta flor na maioroa dos continentes. Além da sua função decorativa (função que a torna ideal para ter num jardim), também apresenta usos medicinais.

História da Centaurea

O nome centáurea é derivado da lenda que dizia que o centauro Chiron, quando ferido por uma seta envenenada, se curou usando a Centaurium erythraea. Chiron era considerado na mitologia grega como sendo o mais sábio e justo dentre os centauros.

A Centaurium erythraea é nativa da Europa, especificamente da região mediterrânea, onde cresce geralmente em solos pobres de nutrientes e em clareiras, contudo, pode também pode ser encontrado em algumas regiões dos Estados Unidos.

A centáurea se constitui em um caule ereto, cujo tamanho pode variar de 10 à 50 centímetros de altura. Possui muito ramos que dão origem a folhas e flores.

Veja Também:  5 Coisas que Acontecerão se Você comer 2 Ovos por Dia!

As folhas são lisas e possuem a coloração verde-claro, já as flores possuem uma leve cor rosa, são dividas em cinco pétalas e podem alcançar no máximo 8 milímetros de comprimento. É nas flores que estão concentradas as suas propriedades medicinais. Sendo assim, confira a seguir algumas razões para adicionar a Centaurea na sua dieta:

Centaurea

Os Benefícios da Centaurea

Para fins medicinais dá-se uso à planta inteira e o seu consumo aumenta a produção de secreções gástricas quando usada por algum tempo – que por consequência estimularão o apetite e melhorarão a digestão – sendo este facto que a tornou conhecida sobretudo no combate a estados de anorexia.

Os princípios ativos que a planta possui e que a tornam favoráveis ao tratamento e combate de úlceras, feridas, eczemas e chagas, dor de barriga, tosse, cansaço, inapetência, estômago, febre alta, hepatite e febres. Possui propriedades tônicas. antipiréticas, cicatrizantes e calmantes, coleréticas, hipoglicemiantes e laxantes.

Os princípios ativos da planta são imensos, assim: compostos iridódese: genciopicrina, genciopicrosideo, centaurosideeo, centapicrina, eritrocentaurina, eritaurina, a swertiamarina, dihidrocornina, amarogen-cianina, amarogencrina, gentiopicrina e gencioflavosídeo. Compostos alcalóides como: gentianina, gentianina, gentioflavina, gentianidina.

Compostos tetraoxigenados: dimetileustomina, eustomina, trimetoxixantona, methylswer-tianina, methylbellidifolina. Enzimas como: 3-hidroxibenzoato, a benzofenona sintase, hidroxilase de xantona. Ácidos fenólicos: hidroxibenzóico, vanílico, protocatechuico, siríngico, betacumárico, sinápico, cafeico, ferúlico. Ácidos tereftálicos: B-amirina, monohidroxie, sitosterol e eritrodiol, ácidos crataegolico e olânico.

Outros esteróis como: campes-terol, B-sitosterol, estigmasterol, e brassicasterol. E, por fim, óleo essenciais como as saponinas esteroidais, yamogenina, gitogenina, trigofenosídeosAa G, aglícona, diosge-nlna, smilagenina, tigoge-nina, yucagenina.

Como Plantar a Centaurea

A Centaurea cyanus é uma planta exigente em luz, requerendo, deste modo, uma boa exposição solar. Quanto ao tipo de solo, esta planta também é bastante versátil, adaptando-se quer a solos de textura média (arenosos) quer a solos mais pesados (argilosos); gosta de solos nutricionalmente ricos, bem drenados, embora também possa crescer em solos pobres e secos, pois é tolerante à seca.

Veja Também:  Benefícios de Ser Sexualmente Ativo que Todos Precisam Conhecer!

Também se adapta a solos ácidos, neutros e alcalinos (básicos), assim como a solos muito alcalinos. No que diz respeito ao clima, esta planta prefere climas tropicais, subtropicais ou amenos.

Na preparação da flor para consumo, deve-se ter alguns cuidados, como: verificar a existência de insectos, lavar de poeiras com água

, mas sem esfregar para não danificar os tecidos celulares e, por fim, destacar as pétalas/florzinhas da corola para serem usadas.

No caso de flores como a calêndula, a cravina, a áster e a centáurea, é recomendável retirar o núcleo e usar só as pétalas, pois o receptáculo é muito amargo.

Benefícios da Centaurea

Chá de Centaurea

O chá, feito de um modo simples, é a forma ideal para as pessoas obterem as propriedades positivas da centáurea-menor.

O gosto do chá é extremamente amargo, contudo, o sabor é responsável pelas características medicinais da planta. Em função disso, a infusão não deve ser adoçada.

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de fel, podendo ser fresca ou seca.
  • 1 litro de água filtrada.

Como Fazer:

  • Misture os dois ingredientes.
  • Leve ao fogo em uma chaleira.
  • Quando ferver, desligue o fogo.
  • Após desligado deixe a mistura tampada e abafada por cerca de 10 minutos.
  • Coe o chá e o mesmo estará pronto para o consumo.

Contraindicações da Centaurea

Não foram encontradas contraindicações, mas recomenda-se que, pela falta de relatos sobre o uso durante a gestação e amamentação, não seja consumida nestas condições.

Pacientes que possuam distúrbios de coagulação sanguínea, hipotensos, portadores de doenças no fígado e úlceras pépticas não devem consumir essa planta. Caso seja necessário, nestes casos, deve-se fazer acompanhamento médico rigoroso.

Recomendados Para Você: