Zinco – O que é, Fontes, Benefícios e Deficiência

0
757

Zinco – O que é, Fontes, Benefícios e Deficiência que muitos desconhecem. No entanto, o Zinco é fundamental para a saúde e para o bem-estar do organismo humano. Seus benefícios são inúmeros, iremos citar aqui os principais. Uma ação direta desse nutriente é a produção de enzimas que facilitam a digestão e o metabolismo.

Obviamente, sempre que estivermos falando de uma melhor digestão estaremos dizendo, em outras palavras, que o Zinco colabora na perda de peso, afinal a escolha correta dos nutrientes a serem absorvidos ou excretados resulta em um corpo magro.

fontes de zinco

Sobre o metabolismo nem é necessário comentar muita coisa, já que todos sabem que metabolismos lentos favorecem o ganho de peso, enquanto metabolismos rápidos favorecem a queima de calorias.

O que é Zinco?

Patrocinado

O Zinco é um nutriente muito importante por ser encontrado em todos os tecidos do corpo e está diretamente envolvido na divisão celular. Ele é um poderoso antioxidante, ajudando a prevenir o câncer, mas esse nutriente também está diretamente envolvido na manutenção dos níveis ideais de hormônios.

A deficiência de Zinco faz homens e mulheres ficarem inférteis e causas baixa libido. A baixa presença desse nutriente no organismo também exacerba os efeitos do estresse sobre o corpo e acelera o envelhecimento.

Fontes de Zinco:

Uma alimentação balanceada fornece as quantidades diárias desse nutriente para que nosso corpo fique protegido. Os alimentos campeões desse nutriente são:

  • Ostras
  • Nozes
  • Castanhas
  • Carne bovina
  • Carne de frango
  • Arroz integral
  • Farelo de aveia
  • Leite integral
  • Feijão
  • Semente de abóbora
  • Pão integral

Agora que já conhecemos as principais fontes desse nutriente, vamos conhecer também os Benefícios do Zinco Para Saúde:

Benefícios do Zinco:

Aumenta a Imunidade:

Bons níveis de Zinco são necessários para o funcionamento adequado do sistema imunológico. Ao garantir a saúde das células, esse nutriente estimula o sistema imunológico em um de seus componentes mais importantes: em virtude da presença desse mineral, o número de linfócitos T é aumentado, tornando o sistema imunológico mais potente.

Previne Doenças Cardiovasculares:

O sistema circulatório também é contemplado com os benefícios do Zinco: na presença de bons níveis desse  nutrientes, as células do endotélio (isto é, o tecido que reveste os vasos sanguíneos) são mantidas saudáveis e em bom funcionamento. Isso evita inflamações e sobretudo o acúmulo de colesterol, de modo que o risco de doenças cardiovasculares se reduz significativamente.

Veja Também:  Cientistas Revelam o mais Poderoso Matador de Câncer!

Favorece a Saúde Feminina:

Apesar de precisar de menos Zinco que os homens, as mulheres também são muito dependentes desse nutriente. A produção dos óvulos requer a presença dele, de modo que esse mineral assegura a fertilidade feminina, bem como bons níveis de libido.

Contra a Osteoporose:

Os hormônios estrogênio e progesterona também têm o seu funcionamento beneficiado pela presença do Zinco, de modo que a falta desse mineral prejudica a saúde feminina de modo intenso, podendo facilitar a ocorrência de câncer de mama. Além disso, esse nutriente é associado à densidade óssea, de modo que evita a osteoporose que afeta tantas mulheres.

Favorece o Ganho de Massa Muscular:

O Zinco é de grande importância para a reprodução e para o reparo de células danificadas, de modo que os benefícios dele sobre o crescimento muscular após o treino de hipertrofia são significativos. Além disso, o crescimento muscular também é influenciado positivamente por bons níveis de testosterona, que são beneficiados pela concentração adequada desse nutriente.

Facilita a Saúde Capilar:

O Zinco também é essencial para manter o crescimento capilar saudável e na reparação do tecido capilar. Ele também é responsável por ajudar a manter o bom funcionamento do equilíbrio das glândulas de óleo em volta dos folículos capilares.

Combate a Diabetes:

O sistema hormonal também é amplamente dependente dos níveis de Zinco. Um dos mais significativos benefícios desse nutriente se dá sobre a sensibilidade do corpo à insulina, de modo que esse mineral é de grande importância para evitar e para tratar a diabetes.

Zinco

Fortalece a Glândula Tireoide:

A glândula tireoide é outro componente do sistema hormonal que é beneficiada pelas funções do Zinco. Os níveis desse nutriente asseguram que a glândula seja corretamente estimulada. A importância central da tireoide no organismo faz com que esse benefício se propague em cadeia.

Veja Também:  8 Maneiras Rápidas de Tratar Fungos na Pele

Favorece a Digestão:

Este nutriente está envolvido na degradação de carboidratos dos alimentos, que é uma das principais fontes de energia do organismo. O consumo adequado deste nutriente favorece o mantenimento do bom metabolismo e da energia necessária para o dia.

A falta dele pode causar baixos níveis de energia e contribuir para o surgimento da fadiga adrenal ou crônica.

Previne a Diarreia:

A deficiência desse nutriente está relacionada a problemas digestivos crônicos e as doenças diarreias. O uso de suplementos de Zinco mostraram serem eficazes no combate a diarreia.

Deficiência de Zinco:

A deficiência de Zinco é um problema mundial de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), que aponta o número preocupante de 31% da prevalência global da falta de Zinco. Existem alguns sintomas que podem ajudar a identificar.

  • Retardo do crescimento
  • Pressão arterial baixa
  • Perda de apetite
  • Perda de olfato e gosto
  • Depressão
  • Pele áspera
  • Perda de peso
  • Pele pálida
  • Diarreia
  • Perda de cabelo
  • Fadiga
  • Manchas brancas sob as unhas.

zinco

Quantidade de Zinco Recomendada:

As quantidades diárias necessárias de Zinco variam conforme a idade e o sexo, além de outros fatores. Enquanto crianças precisam de 10mg por dia e mulheres adultas de 12mg por dia, a dose diária necessária para homens adultos é de 15mg. Mulheres têm suas necessidades diárias aumentadas para 15mg na gestação, e para 16mg na lactação.

Acredita-se que a necessidade de Zinco aumenta com o envelhecimento, para evitar as frequentes inflamações e para proteger o sistema cardiovascular. Dessa forma, a necessidade diária desse nutriente pode aumentar consideravelmente ao longo da vida.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta